Uma vez, na Alemanha, vi uns abajures numa montra tão lindos, que nem consigo descrever!!! Feitos com vários tecidos e aplicações e de vários formatos, muito alegres e kitsch!
Um dia, para o quarto da Ca, inspirada nesses, fiz este! É diferente dos que vi na Alemanha, mas gosto muito dele! É feminino, colorido, alegre… e ficou muito baratinho pois trata-se de colar aplicações (botões e fitas, que tinha cá por casa) num desses abajures de papel que se compram em qualquer lado.

Durante o destralhe e as arrumações da oficina, descobrimos este espelho que veio “oferecido” com um móvel de casa de banho. Nunca o utilizámos, pois achámos que não se adaptava…
Foi então que, olhando bem para ele, achei que podia dar-lhe outra hipótese… com uma reciclagem e uma volta valente, mais à nossa imagem.
Tirei-lhe as medidas;
Desenhei um molde em computador;
Levei-o ao vidraceiro e pedi que o cortassem segundo o molde;
Coloquei-lhe uma corrente;
E pendurei-o!

Ora aqui fica partilhada mais uma coisa que aprendemos:
Enquanto estivermos a usar uma determinada tinta ou verniz, entre demãos, para não estarmos sempre a lavar o rolo, podemos guardá-lo dentro da lata. Só temos que a fechar bem e, quando quisermos voltar a usar, “pescá-lo” com o braço do rolo.
Esta dica torna-se ainda mais preciosa, se estivermos a usar tinta de esmalte ou verniz solvente, em que temos que usar diluente!