Como fazer manutenção (limpeza) da salamandra a pellets

Beeeem, nos últimos dias tem estado friiio!!! E parece que no fim-de-semana a temperatura vai voltar a baixar… e nós vamos ter que trabalhar no atelier, no fim-de-semana… “Noblesse oblige!“* – “Nobreza obriga!” – como dizia o Sr. Estevinho, um velho vizinho.
O sistema de aquecimento que usamos no atelier é este, uma salamandra a pellets.
Estamos muito satisfeitos. Funciona bem, não emite cheiros, pode ser instalada em qualquer local (precisa é de uma saída para o exterior, para libertar o dióxido de carbono resultante da combustão) e, embora consuma energia elétrica, é dos sistemas mais ecológicos, tendo em conta que os pellets são materiais 100% naturais e “amigos do ambiente”, pois são produzidos a partir de desperdícios de madeira e madeira resultante da limpeza de florestas.

Há dias começou a mandar fumo por todo o lado. Quando isto acontece é sinal que está a precisar de uma limpeza. E não se trata de uma simples aspiração do braseiro (coisa que fazemos diariamente)… é uma limpeza a sério! Daquelas que é preciso ir buscar a aparafusadora e desmontar algumas peças, para poder chegar a vários locais no interior, onde se depositam resíduos e cinzas.
Como isto foi coisa que descobrimos por nós, resolvemos partilhar, já que não há necessidade de chamar um técnico e pagar este serviço tão simples. Aqui fica a informação, passo a passo:

Antes de mais, há que contar com “trabalho sujo” e alguma sujidade na área envolvente, por isso, é melhor proteger a roupa e o chão. A salamandra tem que estar desligada e fria.

 

salamandra1a

 

Retira-se o tubo de saída do fumo.

salamandra1b

 

Por aqui já se vê a necessidade de manutenção.

salamandra1c

 

salamandra1Da

Vai ser preciso aceder ao depósito inferior, junto do tubo de saída. Para tal, tem que se retirar a capa lateral, desaparafusando-a. Neste caso, foi preciso retirar primeiro uma placa da frente (por baixo do braseiro) por forma a ser possível retirar a lateral.

Salamandra2a

Agora já é possível ver o depósito, zona de passagem do ar, “antecâmara” imediatamente antes do tubo de saída. Desaperta-se os parafusos e retira-se a tampa (e respetiva borracha, se a tiver). Aspira-se os resíduos que contém no interior.

Salamandra3a

Aspira-se também os pellets caídos atrás da braseira, o tubo de saída de fumo, o cesto de queima e toda a câmara de combustão (que também pode ser escovada com uma escova de aço).

Salamandra4a

Retira-se a capa superior e a grelha frontal, desaparafusando, para aceder à área por cima da braseira.

Salamandra5a

Para baixar a placa é necessário desaparafusá-la também (para aqui foi preciso uma chave sextavada).
Também aqui se concentra uma grande quantidade de resíduos, os quais devem ser aspirados.

Salamandra6a

Por fim, faz-se o percurso inverso. Começa-se a recolocar as várias capas e grelhas e fecha-se novamente o acesso ao depósito junto do tubo (sem esquecer de aspirar a borracha e a tampa).
Com um pano e um produto próprio para vidros de lareiras e salamandras, ainda se limpa o vidro (evitando molhar o cordão de vedação, que é colado)… e já está!
A salamandra está pronta para reacender e aquecer a nossa alma!

 

salamandra7

 

E assim se volta ao trabalho do design e da ilustração…
Boas e quentes limpezas!

Carlota + Eme

7 Comentários
  • Emilia Nazareth
    Publicado às 00:01h, 22 Novembro Responder

    Quando li este post, vejam lá vocês, veio-me à ideia a fábula da cigarra e da formiga! Vá-se lá saber porquê! Mas, depois de pensar um pouco, fez-se luz! Estes contadores de histórias (porque cada post vosso poderia ser uma história ilustrada) são autênticas formiguinhas. Só que muito especiais!
    Como elas trabalhadores, precavidos e com sentido de poupança… lá estão eles, no Verão (dadas as condições climatéricas que se têm vindo a verificar, até poderia ser) a preparar-se para os rigores do Inverno que se aproxima. É que as manhãs e as noites já começam a refrescar bem e há que pôr mãos à obra.
    E a obra aí está! E que resultado… Parabéns!

    • Carlota
      Publicado às 08:39h, 22 Novembro Responder

      As fábulas ensinam muita coisa, mesmo! Só que estas formigas não trabalham só no verão para gozar no inverno… trabalham o ano todo para ir gozando todo o ano! 😉

    • Emilia Nazareth
      Publicado às 13:06h, 23 Novembro Responder

      Daí as considerar muito especiais! Continuação de bom trabalho! Bj

  • Gabriela Ramos
    Publicado às 22:49h, 14 Fevereiro Responder

    ola, boa noite. queria agradecer pois com a vossa ajuda eu consigo desta vez limpar a minha salamandra como deve ser. voltou a funcionar na perfeiçao.. obrigado mais uma vez

    • Carlota
      Publicado às 10:03h, 16 Fevereiro Responder

      Boa!!!!!!

  • Rute
    Publicado às 11:46h, 16 Janeiro Responder

    Carlota,
    e o aspirador voltou a funcionar?

    • Carlota
      Publicado às 12:46h, 16 Janeiro Responder

      Oi, Rute! Só a semana passada. Tivémos que mandar vir um filtro novo e demorou semanas!!!

Publique um comentário