Prateleira pequena – DIY

Olhando globalmente para a nossa sala ninguém diria que muitas das soluções decorativas foram executadas por nós. Desde tetos em madeira à pintura de portas, de candeeiros de parede a uma prateleira e diversos outros objetos decorativos, muito trabalhámos neste espaço! Por isso é que, agora, nos sentimos aqui tão bem. É nosso, mesmo nosso, imaginado e construído por nós, com peças executadas com muito carinho e envoltas em momentos de grande satisfação (e uma ou outra irritação, que fazem parte do processo da satisfação final).

 

 

A poupança financeira foi enorme mas, de outro modo, nem seria possível renovar a sala. O nosso (reduzido) orçamento foi, sobretudo, para as tintas (paredes, tetos e portas), massas, cortinados para uma janela e quatro cadeiras novas. Assim, de repente, não me lembro de nenhum outro gasto maior… de resto, foi reorganizar os móveis que já tínhamos, recuperar e destacar alguns objetos guardados e criar outros, como é o caso desta prateleira, que colocámos junto da mesa de refeições.

 

 

Neste local já esteve um quadro e um louceiro pequeno, por isso tínhamos que variar… sem gastar muito.
Este género de prateleira servia na perfeição o estilo da nossa sala e fizemo-la por uns 17€. Como? As suspensões são dois cintos baratuchos (7€ os dois) que, por não ter encontrado da cor que pretendia, forrei com napa (1,80€ – 15cm, de peça de 1,20m) e cola de contacto (ou de sapateiro). A base é um resto de pinho que lixei e envernizei (6,5€ a lata de verniz, cor cerejeira). Também é necessário berbequim, dois parafusos e respetivas buchas.

 

 

Podem até gastar menos, se encontrarem os cintos da cor que pretendem ou tiverem dois cintos iguais em casa, ou se aproveitarem uma prateleira de um outro qualquer armário ou se já tiverem a cola e o verniz (como era o nosso caso).

Depois, foi só decorá-la com livros, plantas e um pisa-papéis em vidro que voltei a achar lindo, depois de o retirar dos confins de um armário (com tralha, que ainda não foi alvo da minha “tirania” 🙂 ). Sim, “fazer compras” em casa é o máximo!

Estou orgulhosa! Fiz tudo sozinha e o homem da casa nem foi necessário. E assim vos deixo com mais esta ideia. Espero que seja inspiradora e que vos resolva aquele canto ou pedaço de parede aos quais não sabem o que lhes fazer. 😉

Hugs and kisses!

Carlota

(Se gostaram deste artigo, please, please, please, coloquem um ♥ aí em baixo. É importante para nós.)

 

 

 

 

Sem Comentários

Publique um comentário