Lareira fechada ou aberta? O que sabemos acerca de recuperadores de calor.

Uma das primeiras decisões que tomámos quando viemos para esta casa foi que fecharíamos a lareira com um recuperador de calor de inserir. Uma boa decisão. Até hoje não nos arrependemos de o ter feito. Por isso, olhando para a nossa lareira super acolhedora e quentinha, tomei uma decisão que comuniquei ao nosso homem:
“Vou escrever um artigo acerca de recuperadores de calor.”
“E o que sabes tu desse assunto?” – perguntou ele.
“Hhhhhmmm… sei de experiência própria; sei que quando sugeriste esta solução eu torci o nariz, mas que hoje acho-a perfeita!… e vou informar-me de mais uns quantos pormenores.”

Ora aqui está, então, o que sabemos e (descobrimos mais) acerca de recuperadores de calor!
(E não, este artigo não foi patrocinado por marca alguma 🙂 )

 

 

 

Uma lareira aberta é tão bonito! É mesmo, mas as vantagens de um recuperador de calor são tantas que nem pensamos mais na nossa sem o recuperador. Para já, não se compara em termos de rendimento energético. Uma lareira aberta “fuma” mais, isto é, queima a lenha mais rápido e a maior parte do calor sai por cima, pela chaminé. Conclusão, gasta-se mais lenha. Uma lareira fechada tem um rendimento incomparavelmente maior e uma poupança até 1/5 no consumo de lenha. Uma lareira fechada retém até 80% do seu calor; os mesmo 80% que uma lareira aberta perderá.

Para além disso, uma lareira aberta é, também, mais perigosa. Nas cozinhas, com chão de pedra, o problema não é tão grave. Já nas salas, com chão de madeira ou com carpetes e tapetes, implica que estejamos sempre a vigiar, de olho bem aberto, não vá saltar uma fagulha… e quem não gosta de fechar o olhinho em frente ao quentinho da lareira, hããã?
Com um recuperador, a segurança para crianças é muito maior, tendo em conta que os danos são menores se a criança tocar no vidro quente do que se cair na lareira acesa.
E sendo o vidro vitrocerâmico, nunca quebra com o calor.

Outro problema das lareiras abertas é o cheiro a fumo que se espalha por toda a casa. Então em dias de vento… ui! E, depois, é cabelos a cheirar a fumo, roupas a cheirar a fumo,…

 

 

Ainda assim, um recuperador de calor pode ser bem ou mal instalado, pode ser de melhor ou pior qualidade, pode ser mais ou menos potente, pode ter um bom ou mau rendimento, pode ter uma ventilação mais fraca, mais forte ou até nem ter. Deste modo…

 

COMO ESCOLHER O RECUPERADOR DE CALOR?

Dimensões e potência
Na hora de escolher um recuperador, há que ter em conta o tamanho da sala ou a área que se pretende aquecer. Um recuperador maior gasta mais lenha mas aquece uma área maior. Num recuperador pequeno só caberá lenha mais pequena, fazem-se fogos menores, aquece menos. Um recuperador com pouca potência apenas aquecerá junto à porta, enquanto que um com maior potência abrange uma área maior (mas pode consumir demasiada lenha).

Ventilação
Um aparelho com ventiladores fornece mais calor. É o caso do nosso, com duas velocidades de ventilação. Na velocidade maior faz algum ruído, por isso só ativamos na altura em que acendemos a lareira, para alimentar mais rapidamente a combustão. Assim que o lume está pegado, baixamos a ventilação e o barulho deixa quase de se ouvir. Por isso, é bom informarmo-nos acerca dos motores de ventilação (e até pedir para ligar) antes de decidir qual comprar.

Durabilidade
A maioria dos sistemas de combustão lenta, como o que nós temos, tem um longo período de vida, para além dos 25 anos (se bem cuidados). Em 10 anos o nosso nunca avariou.
Ainda assim, como qualquer máquina, há as de melhor e pior qualidade. Marcas melhores e marcas piores. Quanto a isso, não estamos informados, apenas sabemos que estamos satisfeitos com a nossa.

Limpeza
Quanto à limpeza, nós costumamos retirar as cinzas entre cada utilização, mas a maioria das unidades pode ser limpa apenas uma vez por semana. Dependerá também do uso que tem, da quantidade de horas e lenha que queima.

Segurança
Já houve casos de rebentamentos, mas estes devem-se a chaminés deficientes ou de pequena dimensão ou a combustão de lenha verde. Não deve usar-se lenha verde pois a resina agarra-se á conduta podendo vir a incendiar-se.

 

Mesmo fechada, continuamos a ouvir o crepitar da lenha a arder e a ver o avermelhado das brasas. A sensação de tranquilidade e relaxamento é igual, senão maior, já que não temos que estar atentos ao perigo de incêndio. Também conseguimos “queimar” as pernas e fazer umas rosáceas de invejar.

 

 

E quanto à estética, este look industrial combina perfeitamente com a nossa decoração. 😉
Por isso, tem tudo o que é preciso!

 

Carlota

 

 

 

 

 

 

SaveSave

SaveSave

SaveSave

15 Comentários
  • Maria Pombeiro
    Publicado às 12:54h, 05 Dezembro Responder

    Olá e a limpeza do vidro? é que o meu dá-me sempre imenso trabalho a limpar o vidro. Tem algum truque? Obrigada
    Maria Pombeiro

    • Carlota
      Publicado às 14:38h, 05 Dezembro Responder

      Olá, Maria!
      Nós usamos um produto que julgo que comprámos no Aki ou Leroy Merlin… ou Continente… mesmo próprio para limpar o vidro. É um limpa-vidros de queimadores e encastráveis. O vidro fica como novo, basta passar o pano. Deve haver várias marcas mas o nosso é Equation.
      Carlota

      • Maria Pombeiro
        Publicado às 14:41h, 05 Dezembro Responder

        Carlota, obrigada é exactamente o que comprei, ajudou bastante, mas não entendo se é da lenha, porque no domingo quando acendi, ficou o vidro totalmente preto.

        • Carlota
          Publicado às 14:46h, 05 Dezembro Responder

          Estranho… vou averiguar e depois digo alguma coisa. Estará a lenha muito verde?

          • Maria Pombeiro
            Publicado às 15:10h, 05 Dezembro

            Pois talvez seja, vou comprar dos briquets. Estou nesta casa há pouco tempo e acendi a lareira somente 3 vezes e este domingo aconteceu isto.

            Obrigada Carlota

          • Carlota
            Publicado às 15:42h, 05 Dezembro

            O Marcelo diz que muito provavelmente é a lareira que precisa de ser limpa, a chaminé. Está a fumar mal. Parece que já nos aconteceu isso, mas eu já não me lembrava… Quase de certeza que é isso, diz ele.

          • Maria Pombeiro
            Publicado às 15:49h, 05 Dezembro

            Carlota,

            obrigada, vou ver.

  • Ana Beatriz
    Publicado às 13:57h, 27 Novembro Responder

    Adorei as fotos e o teu look estava tão acolhedor!!

    https://abpmartinsdreamwithme.blogspot.pt/

    Beijinhos ♥

    • Carlota
      Publicado às 14:38h, 27 Novembro Responder

      Obrigada, Ana Beatriz!

  • Mena Almeida
    Publicado às 22:11h, 26 Novembro Responder

    Já tive lareira aberta e fechada, mas realmente a com recuperador é bem melhor, poupa-se muito em lenha e em lixo 🙂

    • Carlota
      Publicado às 08:58h, 27 Novembro Responder

      Ah sim, e muito menos sujidade em frente à lareira, sim!

  • Rita Gonçalves
    Publicado às 20:23h, 26 Novembro Responder

    Tantos cantinhos lindos que a vossa casa tem! Vocês sonham e quando os vossos sonhos ganham vida inspiram-nos a fazer o mesmo.
    Beijinho

    • Carlota
      Publicado às 20:34h, 26 Novembro Responder

      ☺️

  • João silva
    Publicado às 18:29h, 26 Novembro Responder

    Pequeno reforço de ideias… (Defeito da profissão) faz muito melhor à saúde!
    Bjs

    • Carlota
      Publicado às 20:33h, 26 Novembro Responder

      Ah sim? Isso é que não sabia, mas pensando bem, faz sentido!!! Boa!

Publique um comentário