Bem-vindos à nova ImpactHouse!

FINALMENTEEE!!! FI-NAL-MEN-TE! O nosso último projeto em imagens fotográficas, lindo e pronto a ser partilhado, o novo hostel em Lisboa, ImpactHouse.
Estamos tãão orgulhosos, pessoal! Tão, mas tão!…
RI PIPI PI PIPI PI!

Pronto, agora, vou descer à terra…
Já está completamente concluído? Não.
Gostaríamos de ter feito mais? Claro.
Nem todas as ideias iniciais vingaram? Pois não.
Temos pena de não ter tido mais tempo? Sempre.

Mas o que é certo é que o que está feito agrada-nos; que estão aqui horas e horas e dias (e noites) de trabalho, estão; que fizemos coisas que nunca tínhamos feito na vida, fizemos; que em dois meses, demos tudo o que podíamos por este projeto, demos.
Tendo em conta que aqui a Carlota não é decoradora nem o Marcelo carpinteiro… uff! Muito suspirámos, muito transpirámos e muito aprendemos.
E, no meio de tudo isto, trabalhámos para a fantástica equipa da ImpacTrip! Gente que viu em nós “qualquer coisa”, que acreditou que podíamos fazer isto e nos deu crédito. Gente muito trabalhadora, com ideias e vontade de fazer… e que fez acontecer, indo muito para além daquilo que nós vamos partilhar aqui, que é apenas a nossa pequena parte. Procurando “ImpactHouse Lisboa” no Google, vão encontrar imensos artigos onde podem perceber todo o conceito por trás deste projeto, um hostel que pretende ser o mais sustentável de Portugal. Da nossa responsabilidade não foram as obras de remodelação nem as práticas sustentáveis de que ouvirão falar nesses artigos, o nosso papel neste projeto foi de consultoria de imagem, decoração dos espaços e criação e produção de algumas peças de mobiliário. A partir daqui, outras ideias foram surgindo desta e daquela parte e o resultado aqui está (por agora, apenas um cheirinho).

 

A SALA

(Em fotografias de Natalia Horinkova, a quem muito agradecemos a generosidade da cedência)


 Natalia Horinkova


 Natalia Horinkova

A sala é enorme! Une dois apartamentos (esquerda e direita) e serve de espaço de convívio, lazer e de refeições. Dá para uma grande varanda da qual acedemos ao pátio e de onde vem toda a luz que a inunda.
Para aqui, como para todo o projeto, estava decidido que se iria recuperar alguns móveis antigos e criar outros, simples, despretenciosos, em materiais naturais.


 Natalia Horinkova

Este espaço, área social, vai servir também de reunião de grupos e apresentação, pelo que tinha que ser muito modular. Assim sendo, construímos quarenta e dois cubos com três tamanhos diferentes. Estes, servem funções de banco, sofá e mesa de apoio. Com coxins de algodão (nada de poliéster, puf!) podem organizar-se em escada, em filas, fazendo uma espécie de “anfiteatro”. A parede do fundo ficou livre para projeção.


 Natalia Horinkova

Do outro lado, o espaço de refeições.


 Natalia Horinkova


 Natalia Horinkova


 Natalia Horinkova

As mesas, – quatro, pessoal, quatro! – construímos a partir da madeira de algumas dezenas de paletes. Sim, paletes, sujas, molhadas e com algumas lesmas 😀 . Ficaram fortes e lindas!
(Não tivéssemos nós mesas suficientes em casa e o Sr. Marcelo iria ter que fazer pelo menos mais uma para nós!)
Prometemos colocar vídeo no Youtube, sobre isto.
As cadeiras, vinte, numa mescla de vários estilos e tons, adquirimos num armazém de mobiliário em 2.ª mão. Foram baratíssimas, mas tiveram que levar “uns toques”.

 

OS QUARTOS

 Natalia Horinkova

Existem os quartos de grupo (camaratas) e os quartos individuais (ou de casal). Para as camaratas fizemos 34 gavetões (trinta e quatroooo!), um para cada cama. Nos quartos individuais criámos um ambiente mais intimista, um fundo verde esmeralda com uma cabeceira em OSB para quebrar o frio do metal das camas de ferro.

Estes quartos possuem, ainda, um roupeiro multifunções – para roupa e sapatos, com varão e prateleiras, espelho e uma pequena secretária lateral.

Inicialmente, tinha pensado em edredões brancos ou cremes para as camas, mas colocaram-lhes estes coloridos e eu até acabei por gostar. Como disse a Natalia (fotógrafa): se fossem brancos iria parecer um hospital, já que as camas também são brancas e em ferro. Concordo. ♥

O PÁTIO

No dia da inauguração, o pátio estava pronto! Pavimento e vedação também ficaram a nosso cargo.


 Natalia Horinkova

Por agora é isto, que este artigo já vai longo! Nos próximos dias traremos mais pormenores.
O que acham deste projeto? Se gostaram coloquem um ♥ aqui em baixo… mas falem connosco que nós gostamos de vos “ouvir”.
Entretanto, passem também pelo Youtube e vejam o vídeo dos bancos em OSB, que lá colocámos.

Beijos e abraços!
Carlota

 

SaveSave

SaveSave

SaveSaveSaveSaveSaveSaveSaveSaveSaveSave

SaveSave

6 Comentários
  • Emilia Nazareth
    Publicado às 11:00h, 28 Abril Responder

    Encantada, é a palavra certa! Andava tão curiosa e ao mesmo tempo desejosa de ver o resultado final. deste projecto!!! …e ele aqui está! …Lindo
    Estão de parabéns todos os que nele se envolveram para a sua concretização.
    Tenho a certeza que vai ser um sucesso em termos de ocupação! E não só pela sua beleza, simplicidade, funcionalidade…, mas também (e não menos importante), pelo conceito que lhe está subjacente- a sustentabilidade! A Natureza agradece!
    Deu muito trabalho, certamente muitas dores de cabeça… mas valeu a pena! Parabéns!
    Espero, em breve, poder fazer uma visitinha:

    • Carlota
      Publicado às 22:28h, 29 Abril Responder

      As portas estão abertas para te receber!

  • Andreia
    Publicado às 07:26h, 28 Abril Responder

    Está lindo!

    • Carlota
      Publicado às 22:27h, 29 Abril Responder

      Obrigada, Andreia!

  • Claudia
    Publicado às 21:14h, 27 Abril Responder

    Adorei!!!!! Está espetacular!!!!

    • Carlota
      Publicado às 21:59h, 27 Abril Responder

      Oi, Sis! Amanhã já pomos a conversa em dia!

Publique um comentário