Porquê…
… manter cinzeiros em casa, se ninguém fuma cá dentro?
… insistir em manter uma blusa que adoramos mas que não conseguimos usar porque cada vez que pegamos nela só vemos as manchas que o desodorizante criou?
… tantas taças de vidro e tantas formas de bolo?????
… os pratos da Kitty se já não há festa de crianças cá em casa?
… uma tampa de saleiro se o próprio do dito já desapareceu há muito?
… manter duas versões em duas línguas do mesmo livro?

E esta semana, considerámos que estão a mais:

Domingo – Amostras de produtos -> lixo
Segunda-feira – Taça de vidro -> doação
Terça-feira – Móvel de CD’s -> venda/doação
Quarta-feira – Móvel de prateleiras -> venda
Quinta-feira – Blocos de notas -> doação (em família)
Sexta-feira – Pantufas -> doação (em família)
Sábado – Telemóvel -> doação (em família)

Ai, os saldos… são apetecíveis, não são? Sim, mas não adianta “limpar” a nossa casa de tudo o que está a mais se continuarmos com o impulso de comprar só porque é giro, está na moda, barato ou em alta promoção. Por isso há que ver, analisar e ponderar todas as coisas giras e baratas que vêm ter connosco para nos tentar. Se pensarmos bem, até temos algumas peças que voltaram a estar na moda, basta recuperá-las e dar-lhes o destaque que merecem.