Sim, cá em casa somos designers gráficos de profissão. E sim, os livros, as revistas, a fotografia, a ilustração, a tipografia,… são a nossa companhia diária. Sim, somos daqueles cujos olhos semicerram para entender o equilíbrio, cujo coração acelera quando encontra beleza; sorrimos quando a estética se alia perfeitamente à função e sentimos paixão, um calor dentro do peito, com a forma das coisas, com os materiais, com o traço, com a linha, com as letras e as manchas de texto. Arrepiamo-nos com uma página bonita,…
E é por isso que gostamos de nos fazer rodear por aquilo que mexe connosco, nos faz bem à alma, nos transmite boa energia e nos inspira.

“É desta que vou arrumar a minha vida e tornar a nossa casa e atelier locais de serenidade e inspiração!”
Assim começava este blog, no dia 3 de janeiro de 2016. E assim tem sido desde esse dia: arranjamos, construímos, melhoramos, substituímos, destralhamos e organizamos. Destralhar foi mesmo a palavra de ordem de 2017. E o que nós destralhámos… e continuamos a fazê-lo! Algumas divisões da nossa casa estão muito mais bonitas, arrumadas, serenas e inspiradoras. Outras, para lá caminham. O atelier teve algumas melhorias mas precisa de uma grande volta! Aliás, aproveito para partilhar que gostávamos muito que O PROJETO de 2018 fosse a remodelação completa do atelier. Ia ser o máximo! Temos milhões de ideias para este espaço… mas precisamos de parcerias… e isso é que é mais difícil de conseguir. Já contactámos algumas das nossas marcas favoritas mas não será fácil conseguir um conjunto que faça deste um projeto mesmo especial e interessante para quem nos segue. Por isso, enquanto isso, só podemos ir tentando a nossa sorte! Se vos interessar ajudar, basta partilharem a nossa página nas redes sociais, arranjar-nos mais seguidores, comentar bastante os nossos artigos, aqui, no facebook e no Instagram.

2017 já lá vai, mas só agora consegui fazer o balanço das últimas semanas da grande tarefa que nos impus de destralhar todos os dias.
E será que conseguimos realizar esse feito? Ai não! Conseguimos, pois! Confesso que nunca sequer cheguei a ponderar desistir. A dificuldade esteve só em fazê-lo literalmente “todos os dias”… mas bastou ajustar essa regra a “uma coisa por dia” e foi “trigo limpo farinha amparo”! Podíamos não ter essa preocupação diariamente mas chegávamos ao fim-de-semana e destralhavamos pela semana toda! E destralhámos muito mais do que apenas 365 itens porque, muitas vezes, contámos conjuntos de itens (uma pasta de papeladas várias, uma gaveta de objetos, uma caixa de tralha,…). Isto faz-me chegar à conclusão que temos milhares de objetos em casa… milhares! (E eu a pensar que poderíamos não ter os 365 de que iria necessitar para cumprir o objetivo… Provavelmente ainda temos mais 365!)
Pois, então, aqui ficam os últimos objetos que sairam desta casa em 2017:

Já por aqui foi dito que na génese deste blog esteve uma vontade de querermos habitar e trabalhar num espaço mais tranquilo, organizado e inspirador. Mas, ainda antes de podermos organizar os espaços, duas grandes tarefas teriam que ser feitas: algumas obras de melhoramento e renovação da casa e muito “destralhanço”. Ao fim de 20 meses nós confirmamos a teoria: sem retirarmos de nossas casas tudo aquilo que está a mais, que está guardado e não usamos, tudo o que, de facto, não necessitamos, sem olharmos e analisarmos verdadeiramente para o que temos e fizermos uma triagem, é impossível organizar a casa! Organizar implica destralhar, ponto final.