Chegou a hora de largar lápis e computadores e dar cabo das unhas pela nossa casa! Ui!… E o que nós gostamos disso! Ultimamente andámos um pouco afastados da oficina, das madeiras e das ferramentas… e já estávamos a ficar doentes…
Hoje nem esperámos pelas 18h para largar o trabalho no computador! A seguir ao almoço, ele foi comprar uns materiais que vamos precisar para este fim-de-semana e ela começou a fechar o dia e a fazer planos para o que vem aí – finalmente, a remodelação da sala! Uhuuu!!! (Sim, vai ser trabalho, não para um, mas para vários fins-de-semana.)

Nós cá continuamos… a oferecer, a vender, a deitar fora,…

Nas últimas duas semanas houve dias em que descansámos e não tomámos qualquer decisão, mas outros houve em que nos desapegámos de coisas “como se não houvesse amanhã”!… e está bem, as nossas regras quem faz somos nós, sem nunca nos afastarmos do objetivo imposto: um objeto por dia até ao final do ano.
Assim sendo, saíram cá de casa:

Ao longo dos anos juntámos alguns quadros, fruto de viagens, trabalho, compra e ofertas. Apesar do meu trabalho como ilustradora, não gosto de ver só obras minhas expostas (em casa até tenho poucas).
De vez em quando gostamos de variar a colocação dos quadros e molduras nas paredes de nossa casa e do atelier. Sai da sala vai para o quarto, sai do quarto e volta para a sala, troca este com aquele, sai um e fica outro… Isso faz-nos vê-los com outros olhos, descobrir neles coisas novas e “ouvir outras histórias”. Por isso, nesta “dança de cadeiras” por vezes há uns que ficam de fora.