Semana do quarto de banho – organização dos produtos

Há quem lhe chame “casa de banho” e quem diga que é “quarto de banho”. Parece que o nome “casa de banho” provém das “casinhas” que existiam antigamente no exterior (quintais ou varandas) da maioria das residências, e que, entretanto, com a invenção do sifão, puderam passar para o interior das nossas casas. Naturalmente, de casa de banho passou-se a quarto de banho, por ser mais um quarto, uma divisão da casa. Curioso, não? E, esta semana, é a este quarto que vamos dedicar a nossa atenção.
Mas como é que dois metros quadrados de quarto de banho de banho, que é a nossa, podem dar tanto que falar? Pois é, mas chegámos à conclusão que dão… e vamos ver se uma semana chega!

Enquanto a Ca dedicou o domingo ao estudo de História e de Inglês (não sem antes fazer uma das suas diyzinhas, para relaxar) e o Eme o dedicou a trabalhar na sua nova bancada (que partilharemos mais tarde), eu resolvi dedicar-me à casa de banho (ou quarto de banho).
Mais pequena do que a nossa casa de banho de família – a que usamos os três, todos os dias – será difícil encontrar… deve medir uns dois metros quadrados. Felizmente tem janela, o que acho que é uma enorme vantagem! Como é pequena, o vapor concentra-se muito e cria muita humidade. Valha-nos a janela para arejar e secar o ambiente! Ainda assim, se há coisa que não gosto nesta divisão da casa é a forma como o pó  (e o pelo largado pela roupa e pelas toalhas) se misturam com a humidade, em cima dos produtos. Não sei se serão todas assim ou se na nossa é um pouco pior por ser pequena… De qualquer forma, por esta razão, sou apologista de casas de banho minimalistas, com o mínimo possível, com poucos produtos bem arrumados e de fácil limpeza. O ideal são os armários fechados, só que a nossa casa de banho não tem espaço para armários e o do lavatório não é fechado, apenas tem duas pequenas gavetas, a das “meninas” e a do “menino”, por isso os produtos ficam muito expostos, o que facilmente imprime ao espaço um aspeto desarrumado e complica a tarefa da limpeza.
Deixo-vos, então, a solução que encontrámos para organização dos produtos neste espaço:

1. Essencial! Passar vistoria a todos os produtos com frequência, deitando fora os que não usamos há mais de três meses, estão gastos ou não gostamos (nunca vos aconteceu comprar um aftershave que faz alergia, um creme de rosto que vos faz borbulhas ou um champô que nos deixa uma trunfa de leoa? Para quê guardar, se sabemos que jamais voltaremos a pegar neles?).

2. Arrumá-los em recipientes (caixas ou cestos) por categorias.

Produtos para o corpo (sabonetes, desodorizantes e cremes hidratantes)
Produtos para o rosto (limpeza facial, cremes e algodão)
Produtos de higiene oral (escovas, pastas, elixir e fio dentário)
Produtos para o cabelo (champôs, condicionadores, máscaras, óleos, lacas e gel)
Objetos de pentear (secador, modeladores de cabelo, escovas e pentes)
Produtos de higiene íntima feminina (pensos, tampões, toalhitas, gel e sabonetes)
Depilatórios e descolorantes (cremes, ceras, bandas, lâminas, descolorantes)
Papel higiénico

Se não for de acumular muitos produtos, como nós, nem são precisos tantos recipientes. Reduzimos a um para os produtos do corpo + cabelo, outro para o rosto + higiene oral, outro para os objetos de pentear e outro para os rolos de papel higiénico; na gaveta do menino, as máquinas de barba e cabelo; na gaveta das meninas, os produtos de higiene íntima e depilatórios.
Deste modo, fazer limpeza às superfícies é uma maravilha! Retiramos as caixas, limpamos e voltamos a colocá-las… sem ter que remover lata a lata,  frasco a frasco,…

 

Ainda por cima, isto tem a vantagem de nos fazer perceber com mais facilidade quais os produtos que começam a faltar e quais os que já temos em quantidade suficiente, em variedade ou até repetidos.

 

 

 

3. Apesar de ser nossa intenção favorecer sempre os materiais naturais em detrimento dos plásticos, nesta divisão da casa só usamos caixas de plástico. Não se deterioram com facilidade com a humidade, têm maior durabilidade, resistência e são mais fáceis de manter limpas e sem mofo ou bolor.

4. Não arrumamos no quarto de banho porque, ainda por cima, se danificam com o calor e humidade:

medicamentos;
maquilhagem;
perfumes;
toalhas lavadas.

Assim sendo, perfumes, cremes da cara (daqueles caros!) e maquilhagem, estão no quarto, onde criámos uma zona própria (tipo um toucador), com espelho. As toalhas estão no “menino dos meus olhos”, o armário que fizemos para colocar à entrada da casa de banho, do lado de fora.

Experimentem, arrumar deste modo. Funciona muito bem!
E é esta a nossa dica de hoje. Agora, está na hora do banhinho! 😉

Carlota

3 Comentários
  • Anabela
    Publicado às 09:33h, 06 Fevereiro Responder

    Bom Dia,

    Só para dizer que consegui destroná-la ahahahaha, tenho um WC com 1,90 m2 :P, mas é apenas o social lol, conta ou não!? 😀

    Aqui em casa combate-se a humidade e os vapores da casa de banho com desumidificador, melhor coisinha que lá podia colocar, até porque não temos janela em nenhum dos 2. 🙂

    Beijoquitas
    Anabela

    • Carlota
      Publicado às 23:23h, 06 Fevereiro Responder

      Vamos medir o nosso e de pois falamos! Mas acho que esse vence só pelo facto de não ter janela!

      • Anabela
        Publicado às 16:36h, 07 Fevereiro Responder

        Ok, mas aposto que o seu tem mais, não estou a ver como caberia uma base de duche num espaço tão pequeno, o meu tem a sanita, bidé e móvel e já mal nos mexemos lá dentro, se bem que por vezes estamos os 3 lá, não me pergunte como 😀

Publique um comentário