Ai, os saldos… são apetecíveis, não são? Sim, mas não adianta “limpar” a nossa casa de tudo o que está a mais se continuarmos com o impulso de comprar só porque é giro, está na moda, barato ou em alta promoção. Por isso há que ver, analisar e ponderar todas as coisas giras e baratas que vêm ter connosco para nos tentar. Se pensarmos bem, até temos algumas peças que voltaram a estar na moda, basta recuperá-las e dar-lhes o destaque que merecem.

O Natal passou, está passado! Por muito que gostemos das decorações natalícias, já estava na hora de as retirar e de chamar a próxima época, com dias maiores, ainda frios, mas com as primeiras flores a querer espreitar. Depois das luzinhas de natal, e da meia luz na sala, já apetece luz a valer e um pouco do exterior dentro de casa, aquecida claro! Por isso, desta vez optei por trazer do mercado estes ramos de eucalipto. Ainda soam a inverno, mas trouxeram um cheirinho florestal maravilhoso para dentro de casa! Cheira a caminhadas na serra ♥.

Beeeem, nos últimos dias tem estado friiio!!! E parece que no fim-de-semana a temperatura vai voltar a baixar… e nós vamos ter que trabalhar no atelier, no fim-de-semana… “Noblesse oblige!“* – “Nobreza obriga!” – como dizia o Sr. Estevinho, um velho vizinho.
O sistema de aquecimento que usamos no atelier é este, uma salamandra a pellets.
Estamos muito satisfeitos. Funciona bem, não emite cheiros, pode ser instalada em qualquer local (precisa é de uma saída para o exterior, para libertar o dióxido de carbono resultante da combustão) e, embora consuma energia elétrica, é dos sistemas mais ecológicos, tendo em conta que os pellets são materiais 100% naturais e “amigos do ambiente”, pois são produzidos a partir de desperdícios de madeira e madeira resultante da limpeza de florestas.