Conseguimos. Não queríamos sair de casa e não saímos. Hoje foi um dia tranquilo, embora com bastantes tarefas de última hora para fazer. Ainda há prendas por embrulhar e um doce por fazer, mas vai acontecer! Entretanto, aqui fica mais um recanto cá de casa. O quarto de hóspedes também teve direito a cabeceira de cama decorada e está, agora, muito mais simpático e acolhedor.

Hoje não vamos sair de casa… não queremos… não nos apetece…
Acho que ainda nos falta um ou outro presente, mas havemos de arranjar maneira de os fazer. Temos prendas para embrulhar e iguarias para cozinhar. Queremos uma Carlota com roupa confortável, de volta da casa, e um Marcelo de polar quentinho, na oficina. Isto soou um pouco machista… mas não, é o que nós gostamos mesmo de fazer! A Cá também está como quer, com as primas e os avós. Quis ir para Coimbra fazer um curso de costura, mas amanhã já estaremos todos juntos novamente.
E porque a lenha chegou hoje às nove em ponto, vamos acender a lareira (que esta casa tem estado um gelo!)… e as velas… e as gambiarras.
Hoje, queremos um pouco de tranquilidade e queremos preparar o Natal, sem stress.

O Marc é um artista. Um artista dos que gostamos!… talvez por acharmos que é muito parecido connosco. Tem o nosso espírito. Gosta de aprender, experimentar, criar com as próprias mãos e partilhar com os outros tudo o que aprendeu. O Marc e a sua companheira de eleição, a São, são fazedores… como nós. 😀
Em 2016, recuperaram o espaço, que em tempos foi a livraria Bichinho de Conto, para aí instalar a Qual Albatroz, oficina e loja. Este espaço com muita alma na Fábrica da Pólvora, em Barcarena, estava vazio, a cheirar a mofo e a degradar-se por falta de calor humano. Agora, está recheado de madeira, papel, palavras e tintas. Está linda outra vez!… e de portas abertas para todos quantos queiram lá entrar, dar dois dedos de conversa, comprar um livro único, feito à mão, uma serigrafia, um postal ou até mesmo fazer um dos workshops (de desenho, ilustração, serigrafia, marcenaria,…) com este artista.