O que deve acompanhar o x-ato

Os anos passam e a facilidade com que acedemos hoje a tudo é tão diferente de há 20 anos! Pareço uma velha a falar, sim, e nunca eu pensei vir a dizer isto tão cedo… mas, é verdade. Fiz os meus anos de faculdade sem computador e a internet só apareceu no último ano. “Design de Comunicação sem computador?!”, perguntarão as alminhas mais jovens. Sim. E sem net! Para a ligar em casa, ficávamos sem telefone fixo e as nossas mães não conseguiam ligar para nós e era uma chatice! E tínhamos que ser muito rápidos no que queríamos fazer (dentro do possível) pois pagávamos ao minuto! Ah, belos tempos…
Isto tudo para dizer que a minha base de corte, sobre a qual usava o x-ato, era um vidro A4 retirado de uma moldura e com as arestas forradas a fita cola (para não me cortar)… depois o vidro ficava todo riscado e outra moldura ia ao castigo… as lâminas dos x-atos desgastavam-se rapidamente e, como desconhecia a técnica da lima, passava a vida a comprar novas… belos tempos…
Não raras vezes, até a mesa de centro da sala da minha mãe, com tampo de vidro, ia ao castigo… (desculpa, mãe!)
Mas vamos ao que interessa.
Felizmente que hoje se pode comprar em qualquer papelaria técnica (ou loja de artes e manualidades) uma base de corte própria para esta atividade. Esta, é auto-regenerativa, ou seja, a superfície volta à sua forma original, mesmo depois de cortada várias vezes, protege as nossas mesas de trabalho e conserva a vida das lâminas. Existe em várias cores, com várias medidas e preços. Nós aconselhamos qualquer uma. Até à data, três compradas em sítios diferentes saíram-nos boas e têm durado bastante. Claro que as maiores são mais práticas de usar quando queremos cortar dimensões maiores de uma vez só.
Mas, para além da base de corte, quem tem um x-ato deve ter uma régua metálica (que não se estraga com os desvios da lâmina e dura uma vida), uma lima (para limar a secção da lâmina em uso, mantendo-a por mais tempo) e um alicate (para cortar as secções da lâmina gastas sem forçar o corpo do x-ato).
Ah! E, claro, uma caixa de lâminas de recarga.

E é isto, pessoal. Se querem começar a fazer umas coisas em casa, recomendamos a aquisição destes materiais. Por aqui, fazem parte das nossas vidas tão naturalmente como respirar.
E com esta me vou.
Bom fim-de-semana, que agora começa!
Boa bricolage!

Fui.

Carlota

Sem Comentários

Publique um comentário