A mala das férias com os avós

E depois de 15 dias com a casa bem recheadinha, um entra e sai o dia todo, uma tenda montada no jardim (literalmente, mesmo!), toalhas de praia a secar, fatos de banho e biquinis na pia da casa de banho, areia da praia dentro de casa,… fica o vazio… (snif)

Uhuuuuuu festaaaaaaa!!!!!

… mas com saudades… das pequenotas (filha * sobrinhas * amigas)… dos mimos dos pais, da matriarca de 89 anos, da companhia da sogrinha e da alegria dos cunhados… ♥
Hoje foi dia de fazer malas… e com eles, lá foi a nossa “piquena”…
Aproveito a ocasião para partilhar o modo como arrumei a mala da Ca, uma maneira carinhosa e divertida de levar um bocadinho de mãe na mala.
Aos 12 anos já todos esperamos que tenha alguma independência e autonomia; que lave os dentes, penteie, coloque desodorizante, tome banho e se vista sozinha… e sem que ninguém diga nada. Mas nem sempre todas estas tarefas acontecem assim… e sempre que se pode fugir… foge-se! A escova do cabelo pode mesmo ficar vários dias sem ser utilizada, num certo estilo grunge. E quanto à escolha da indumentária… não dá mesmo confiar tranquilamente. Por isso, decidi manter um controlezinho (mesmo à distância) 🙂 … só para ajudar… e fazer a mala foi uma festa!

 

mala_viagem_2

Primeiro, organizámos os conjuntos e dobrámos umas peças dentro das outras, o que também ajuda a que a roupa não fique tão vincada na mala. Faço isto desde que a Ca era bebé, e as avós agradeciam.
Depois, separámos por ocasiões — para as noites (frescas), para os dias (quentes), para a praia, para o campo,…
Unimos os conjuntos com um fio e colocámos um cartão com a indicação.

 

mala_viagem_3
Nada será vinculativo e obrigatório mas, antes, uma boa ajuda na hora de decidir o que vestir. Se bem conheço a minha filha, está muito confortável com esta ideia e agradece 😉

 

mala_viagem_4

Depois, mais umas quantas peças soltas (para usar à sua vontade) foram emaladas com a etiqueta “extra”.
Filha e sobrinha divertiram-se tanto com esta ideia que quiseram ser elas a fazer as etiquetas e ainda criaram mais uma… BRINQUEDOS.
Usámos carimbos comprados na Tiger e uns cartões de papel mata-borrão muito antigos, que guardava no atelier.
Ainda queria ter escrito umas mensagens “secretas” atrás, para a Ca ver só quando chegasse ao destino… mas acabei por esquecer. De qualquer modo, queria deixar-vos a ideia 😉
A mala ficou muito arrumadinha e catita!

Carlota

Sem Comentários

Publique um comentário