De cesta velha a cesta de festa. Boa Páscoa!

Ainda na sequência do artigo anterior…

As miúdas adoram vir para a aldeia. Aqui, elas têm um espaço para as suas brincadeiras e criações junto da terra, das plantas e das velharias que a avó vai guardando na adega. Aqui, os crescidos têm mais tempo para elas, mas elas também têm mais liberdade para “andar por aí” à sua vontade.
Foi no meio dessas “velharias” que encontrámos um cesto que, com outro dono, já teria ido para o lixo… mas esta avó guarda tudo…
Pronto! Tínhamos a desculpa perfeita para fazer uma atividade em conjunto: recuperar este cesto velho.
Como já é costume, tias, avós e tias-avós trazem sempre materiais que possam servir para as “criações” das meninas. Desta vez, eu trouxe os meus restos de tecidos e foi com eles que transformámos o cesto velho. Eis o resultado:

 

cesto_1

 

A estratégia foi a que costumo usar e que já partilhei no artigo anterior.
As meninas fizeram questão de fazer a sua parte!

 

cesto_3

 

cesto_2

 

No final, colocámos os vasinhos novos de rainunculos que a avó comprou. Ficou uma decoração linda para a festa de Páscoa! A avó adorou e as miúdas também!

 

cesto_4

 

Sem Comentários

Publique um comentário