Desapegar por uma causa

Até hoje a causa maior do nosso “destralhar todos os dias” tem sido tornar a nossa casa mais leve, organizada e tranquila. Desde o início que nos temos vindo a testar e a perguntar “será que iremos aguentar esta tarefa até ao final do ano?”…

Pois! Chegados a meio do ano temos que assumir que o “todos os dias” anda um pouco abandalhado de há um mês para cá. Muito cansaço, muitas outras coisas em que pensar e para resolver… e alguma apatia.

Mas não, não será motivo para desistir agora… ou ainda não. E, hoje, bastou saber que perto de nós estavam a angariar roupa e mantimentos para as vítimas dos incêndios da região de Pedrógão Grande, que lá se foi a apatia e toca de “desapegar” (desta vez não vou usar a palavra “destralhar”, pois não é de “tralha” que se trata) alguma roupa (em bom estado, lavada e passada). Retirei do nosso guarda-roupa 31 peças, em poucos minutos.

Entretanto, parece que já não há capacidade logística para gerir tantas doações e esta onda de generosidade vai ter que abrandar. Decidi que o nosso saco ficará por aqui mais uns dias, até ver… Mas, uma coisa é certa, estas 31 peças já não voltarão para o armário. 😉

 

 

Nada como uma boa causa para nos abanar! Estava difícil desapegar-me destas malas… mas agora já está!

Carlota

Sem Comentários

Publique um comentário