Destralhar todos os dias – semana #1

Destralhar todos os dias – semana #1

Em resposta ao nosso primeiro desafio deste ano, todos os dias da semana passada destralhámos qualquer coisa.
Assim sendo, já foram à sua vida (ou estão prontinhos para ir), os seguintes objetos:

Domingo – Mala de viagem -> venda
Segunda-feira – Pantufas -> doação
Terça-feira – Máquina de fatiar -> venda/doação
Quarta-feira – Sapatilhas de ballet ->devolução
Quinta-feira – Embalagens com amostras e cremes, praticamente vazias ou fora de validade -> lixo
Sexta-feira – Perfumes -> lixo
Sábado – Roupa da Ca -> doação

Até agora não foi difícil. Nem sequer foi preciso andar em grandes arrumações para tomar as decisões.
Claro que separar a roupa que os nossos filhos já não vestem é mais demorado e implica trabalho de casa, mas colocar no saco ou caixote um eletrodoméstico que não utilizamos, não custa nada… ou um frasco de perfume que continua cheio, após anos lá em casa, e para o qual olhámos logo de manhã… E há até decisões que podemos tomar durante o dia, mesmo longe de casa. Depois, ao chegar, é só pegar naquilo que nos veio à ideia e colocar logo no local destinado.
E que local será esse? Ou antes, qual a melhor estratégia para fazer isto?
A melhor, não sabemos qual é, mas aqui fica uma sugestão, a nossa:

1. Definir um espaço, uma divisão da casa (se for possível) para ir colocando os objetos ao longo da semana. Sim, porque não vamos sair de casa para entregar, doar, colocar na reciclagem,etc., todos os dias! Além de que há objetos que se podem vender e isso não se faz de um dia para o outro. Melhor ainda seria ter, nesse espaço, sacos grandes ou caixotes já preparados para ir recebendo os objetos – um destinado a “DOAR” e outro a “VENDER“. Pode haver, ainda, sacos com destinos diferentes como “associação”, “igreja”, “prima”, “bebé da…”…;
O lixo vai embora na hora, no próprio dia, por isso, nem vale a pena ter caixa para ele.
Ah! Devoluções também contam! Aqueles livros que nos emprestaram, um CD, uns apontamentos, podem ir para uma caixa “DEVOLVER“.

2. Depois, tudo o que puder ir sendo feito de imediato, faz-se. Como, por exemplo: devolver um objeto à vizinha ou enviar algo por correio. Vai-se á vizinha no próprio dia; prepara-se imediatamente a embalagem para envio por correio e liga-se, na hora, ao destinatário a pedir a morada, seguindo o mais rápido possível para o correio. Nada de procrastinações! Nada de envelopes que andam lá por casa meses, até nos esquecermos o que está lá dentro e para quem era.

3. O resto, ficará com data limite para sair de casa. O final de cada mês, por exemplo. Mesmo o que está para venda deve ter um limite de tempo. Não se vende até à data x, doa-se. Pode-se até colocar uma post-it no objeto, com a data limite.

4. Por fim, deve arranjar-se uma manhã, uma tarde ou um dia inteiro para, finalmente, entregar os objetos no destino e ligar aos destinatários a combinar a entrega, para garantir que não é viagem perdida. O melhor, é sair de casa com um percurso estudado para não se andar por aí a perder tempo e acabar a trazer sacos de volta.

5. Não menos importante, nesta estratégia, é a alegria com que tudo isto deve ser feito. Preparar as caixas, etiquetá-las, distribuir os objetos… tudo deve ser feito com entusiasmo!… E até podemos ter direito a prémio! Se formos entregar alguma coisa a um amigo, porque não combinar um cafezinho com ele? Se formos deixar um pequeno eletrodoméstico num ponto Eletrão em algum centro comercial, porque não trazer umas florinhas (naturais!) para dar um ar fresco à casa? Não vale é trazer mais objetos desnecessários, ok?

Então, bom trabalho!
Depois digam-nos como está a correr.
E se tiverem outras ideias e sugestões, agradecemos.

Carlota

12 COMMENTS

  1. Rita Duque
    Janeiro 09, 2017 15:27 Responder

    Este fim-de-semana entrámos na onda e também destralhámos Livros, Sapatos e caixas! Vamos equipa!

    • Carlota
      Janeiro 09, 2017 16:26 Responder

      Uhuuuu, Ritinha!

  2. Carla
    Janeiro 09, 2017 15:27 Responder

    Olá, eu destralhei: um pijama da minha filha, um casaco de malha meu (vão para doação); camisolas de trabalho do marido(estão degradadas e vão para o lixo); uma caixa da tupperware (que aguarda destino); um pente (lixo)

    • Carlota
      Janeiro 09, 2017 16:25 Responder

      Boa, boa, querida Carla! Estamos juntas!
      Carlota

  3. Janeiro 10, 2017 11:51 Responder

    Lá por casa costumo destralhar muitas vezes ao longo do ano e consigo ter essa tal divisão onde guardo sacos e caixas e etiqueto com o destino, mas confesso que muitas vezes ficam por lá meses a fio à espera de efectivar o destino e depois essa divisão acaba por fica cheia de “tralha”. Obrigada pelo artigo, este método de destralhar parece muito eficaz e apesar de não ter feito assim, destralhar uma coisa por dia, este fim-de-semana já consegui destralhar a despensa e a prateleria das espciarias (deitar fora coisas fora da validade), roupa dos miúdos e objectos partidos que por lá andavam. Hoje vou tentar recuperar o dia de ontem e destralhar duas coisas e aceito o desafio. Beijinhos!

    • Carlota
      Janeiro 10, 2017 21:34 Responder

      Que bom, mamã!!! Fico tão contente por saber que há muita gente a alinhar connosco nesta loucura saudável! Hoje já estava a ficar atrapalhada sem saber o que destralhar. Lembrei-me do armário dos medicamentos e encontrei várias caixas fora de prazo! O teu comentário deu-me uma ideia: amanhã vou desafiar toda a gente a deitar fora um objeto partido 😉

  4. Maria Figueiredo
    Janeiro 10, 2017 13:32 Responder

    Carlota,
    Para além dos sites de venda de artigos em segunda-mão como o OLX, e falo por mim, já fiz muitas vendas e algumas compras através desse site.
    Mas, quando não consigo vender,, existe um site em que os Users fazem propostas de trocas. de uns itens por outros, chama-se “Troca-se” é necessário fazer registo, faz uma pesquisa pode ser que vós interesse.

    Bjs

    Carmo

    • Carlota
      Janeiro 10, 2017 21:36 Responder

      É ótimo saber isso! Vou procurar. Obrigada!

  5. Anabela
    Janeiro 11, 2017 10:52 Responder

    Bom Dia,

    Por sorte a minha casa há muito foi destralhada, há sempre uma ou outra coisa que se volta a acumular, mas facilmente se resolve, nos últimos meses tenho abordado a questão da organização, de modo a facilitar-nos a vida e limpeza da casa, e neste aspecto há sempre coisas a melhorar, neste momento procuro soluções para uma “estação de carregamento de equipamentos” ahahahah, que nome pomposo, vamos lá ver o que se arranja, mas não está fácil lol

    Beijocas.
    Anabela

    • Carlota
      Janeiro 11, 2017 11:42 Responder

      “Estação de carregamento de equipamentos”? 🙂 E serviria para quê?

      • Anabela
        Janeiro 12, 2017 12:18 Responder

        Tal como o nome diz, um local específico e único onde todos carreguem os seus telemóveis, portáteis , ipods, tablets, etc … um stress, quase podia abrir uma loja 😀
        Neste momento uns carregam no quarto (detesto e por isso quero abolir, sobretudo porque são do filhote), outro nos arrumos, outros na cozinha, enfim, uma alegria.
        Local para o efeito já tenho, falta a ficha específica USB naquele sítio, que só se resolverá com umas obras já agendadas.
        Parece uma questão estúpida, mas que me aborrece, manias!

        Mais uma beijoca

        • Carlota
          Janeiro 12, 2017 17:37 Responder

          Ah, bom!!! Temos mais ou menos isso… um pequeno armário em cima do qual colocamos tudo isso, com uma extensão tripla em baixo, onde carregamos os que estão a precisar. Cabos e carregadores estão guardados na gaveta do móvel. Um dia destes fotografo e partilho.
          Não são manias, são BOAS IDEIAS!
          Carlota

Leave a reply