Uma dica, para a arrumação dos armários

Uma dica, para a arrumação dos armários

Estão a ver aquela imagem do armário cheiinho de lençóis, mantas e atoalhados? Um orgulho! Estão todos lá, desde os herdados dos avós até aos últimos comprados na Zara Home… Como somos arrumadinhos! Dobrámos, dobrámos, dobrámos e conseguimos colocar todos lá dentro. Todo o espaço bem aproveitadinho, até ao último centímetro cúbico… e não foi preciso deitar nenhum fora! O armário ficou repleto!
E aquela outra imagem do roupeiro onde arrumámos roupa, roupa e roupa? Estão a ver? Roupa linda e maravilhosa, desde aquelas calças com vinte anos até às compradas a semana passada nos saldos. Um armário cheio de roupa para todas as idades, pesos e estilos. Outro orgulho! Como somos poupados e cuidadosos com roupa! Não estragamos nada, não deitamos nada fora e até conseguimos dar bom uso a todos os roupeiros da casa! Com “bom uso” diga-se “aproveitar todos os espacinhos” não sobrando nem um terço de uma gaveta ou prateleirinha!

× WRONG! ×

Arrumar tudo o que temos nos armários e roupeiros, enchendo-os até cima, até não caber nem mais uma peça não é tarefa bem sucedida!
Nunca tinha pensado nisto antes, mas outra coisa muito importante, que aprendemos este ano, foi que os objetos guardados dentro dos armários necessitam de ar para respirar! Ar, ar, ar!
Atafulhar armários com roupas, livros, papeis, recipientes… o que for… não traz alegria, não traz serenidade, nem vontade de utilizar os objetos, que ficam a morrer com falta de ar!
Este ano aprendemos que organizar e arrumar a nossa casa não pode passar por meter tudo em caixas, gavetas, roupeiros e armários e enchê-los com todos os nossos pertences. Tudo bem, arrumados até ficarão… mas não ficam “iluminados”. Uma das regras para um armário com boa energia – percebemos nós, nesta senda da arrumação – tem a ver com deixar algum espaço livre para a luz entrar e beijar os objetos, para o ar os envolver impedindo que fiquem amassados… aqueles que mais gostamos, aqueles que são mais importantes para nós (pois, entretanto, descartámos os outros 😉 ).
Só com algum espaço livre dentro dos armários, é possível vermos as coisas, não nos esquecer delas, mexermos nelas, afastarmos, tirarmos e voltarmos a pôr. E, ainda assim, se peça nova entra, peça velha sai.

Aqui fica a dica de hoje e alguns dos artigos que ficaram para trás. 😉

Carlota

O nosso armário…

Organizar os recipientes dos alimentos

 

A destralhar…

 

Lavandaria √

4 COMMENTS

  1. Dezembro 30, 2016 09:43 Responder

    Olá Carlota!

    Obrigada pelas dicas.
    Subscrevo inteiramente o que dizes e eu própria tenho vindo a tentar aplicar esse método em minha casa.
    Ontem fi-lo nas maquilhagens, cremes e afins.
    Não sei se leste os livros da Marie Kondo mas ela foca muito essa questão do espaço e da energia dos objetos que amamos e nos trazem alegria!
    E uma prateleira com espaço entre as toalhas/lençóis não só é mais bonita como é mais fácil de manter, pois facilmente tiramos um sem desarrumar tudo e apetece muito mais usar!
    Bom 2017!

    Filipa

    • Carlota
      Dezembro 30, 2016 09:51 Responder

      Olá Filipa! Li sim e aprendi muito. Cá em casa somos mais moderados e não tão “fundamentalistas” como a Marie Kondo… e damos um descontinho… mas é engraçado porque ela pratica e verbalizou muito daquilo que eu já pensava.
      Bom 2017 para ti também!!

  2. Anabela
    Janeiro 05, 2017 16:37 Responder

    Tão verdade!! E a sensação de alívio quando consegimos esvaziar algo!? ADORO

    Beijinhos para si e Bom Ano 2017

    • Carlota
      Janeiro 05, 2017 16:59 Responder

      Bom Ano, Anabela!

Leave a reply