É uma nuvem? Sim, mas também uma tampa da caixa do estore.

Quando mudámos para esta casa, que data do início dos anos 80 (a casa, não a mudança!), um dos pequenos grandes pormenores que quisemos logo alterar foram as tampas das caixas de estore, que estavam velhas, feias, com várias camadas de tinta e davam um ar pesado à casa.

Esta nuvem, que está no quarto da Ca, foi uma das primeiras obras de bricolage a que nos atirámos e ainda hoje lá está… nunca nos cansámos.
Como a fizemos?
Comprámos uma placa de madeira uns 30cm a toda a volta maior que o tamanho da caixa do estore; desenhámos a nuvem diretamente na placa, a olho, mas garantindo que cobria completamente a caixa; cortámos, lixámos, boleámos, pintámos de branco e deixámos secar. Depois, com pouca tinta na trincha, pintámos uns laivos de azul claro; deixámos secar e, por fim, envernizámos. Já foi há algum tempo, mas não tenho ideia nenhuma de ter sido difícil.
A única dificuldade é ter um espaço onde se possa fazer esta obra sem problemas com o pó e a serradura, mas isso também se resolve: o corte, podemos pedir que o façam numa carpintaria – só isto, não pode ser um trabalho caro! – e o resto dá para fazer em casa, na varanda, por exemplo.

Agora que a nossa criança se está a tornar uma adolescente, estou a pensar fazer um upgrade, um desenho simples no cortinado de rolo – quem sabe, uma chuva de corações e uma frase, uma ideia poética? – e continuar a manter esta solução de tampa da caixa.

Fiz uma simulação…

 

caixa_estore

 

Se quiserem fazer igual ou parecido, e acham que não conseguem desenhar a nuvem, mandem as medidas, que eu faço-vos o desenho.

Bom trabalho!

Carl♥ta

 

Sem Comentários

Publique um comentário